#111 – Nós nunca olha­mos aquilo que é

#111 – Nós nunca olha­mos aquilo que é

Nós nunca olha­mos aquilo que é — nunca olhamos a árvore tal qual é, as sombras, a densidade da folhagem tal como é, total­mente — nunca olhamos a sua beleza.

Isso acontece por­que temos conceitos sobre a beleza e temos fórmulas de como devemos olhar a árvore, ou porque desejamos iden­tificar-nos com ela.

Temos primeiramente uma ideia so­bre a árvore e depois é que a vemos.

Jiddu Krishnamurti

Comente Aqui

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nome *